Programa Cubatão Sinfonia destaca importância de uma equipe capacitada

JULHO---CARTAZ_MUSICA-NA-SERRA-(2)
Programa Cubatão Sinfonia apresenta Festival ‘Música na Serra’
07/09/2017
capacitação-(9)

Treinamento dos monitores do Programa aconteceu no Novo Anilinas. O Cubatão Sinfonia tem parceria com a Prefeitura de Cubatão.

Planejamento de aulas, a influência positiva exercida sobre os alunos, a importância da colaboração entre partes e outros assuntos foram abordados em um encontro com os monitores do Programa Cubatão Sinfonia, projeto apoiado pela Copebras no município, que também conta com apoio da Prefeitura. As ações atingiram, ainda, os professores da Orquestra Cubatão
Sinfonia, um braço do programa. As atividades aconteceram nesta terça-feira (18), no Novo Anilinas.

Ao todo, 16 profissionais participaram do dia de atividades, incluindo palestras, dinâmicas, exemplos de como planejar aulas e elaborar relatórios. O encontro é anual e tem por objetivo despertar a colaboração entre os monitores, de maneira que tracem metas individuais e comuns. “É muito importante a realização desse encontro para reciclar conhecimentos e, sobretudo, ressaltar a importância da cooperação entre arte-educadores, alunos e todos que integram o projeto. A colaboração gera metas e, assim, conseguimos cumprí-las mais eficazmente. No caso do programa é
impedir a evasão desses jovens”, afirma Leandro Sampaio, um dos coordenadores do Cubatão Sinfonia.

O Programa é realizado pela Associação de Músicos da Banda Sinfônica de Cubatão e conta com patrocínio da Copebras – empresa da CMOC International Brasil que possui operação de fosfatos – por meio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura. Tem, ainda, o apoio da Prefeitura de Cubatão e Ministério da Cultura.

Mais sobre o Programa – Criado para atender jovens de núcleos de vulnerabilidade social como as Cotas e outros locais próximos, o Cubatão Sinfonia ensina a prática de instrumentos musicais, canto coral e expressão corporal desde 2007. Em todo o esse tempo, acolheu mais de 800 crianças e adolescentes, tirando-os da ociosidade no contraturno do colégio. O projeto é
patrocinado pela Copebras – que além do apoio financeiro, acompanha a evolução das atividades por meio de diagnósticos.

Hoje tem quase 200 estudantes cadastrados que, além das aulas, compõem os grupos de câmara e Fanfarra da Escola Maria Helena. Desde 2012, possui o selo da UNICEF, o que certifica a seriedade do projeto no atendimento à criança e ao adolescente. O Programa foi semifinalista do Prêmio Itaú-Unicef, selecionado entre mais de 2.922 projetos de todo o País.

E desde o ano passado, o programa abriu os braços para outro projeto: a Orquestra Cubatão Sinfonia, onde são atendidos 40 jovens com até 21 anos de idade, jovens músicos divididos em naipes de cordas, sopros (madeiras e metais) e percussão. O objetivo é viabilizar e incentivar a continuidade do estudo da música instrumental, desmitificando as diversas áreas musicais e
formalizando a união de todos os alunos que frequentam regularmente as aulas teóricas.

A formação conta com 20% dos alunos vindos do Programa Cubatão Sinfonia – que participam com o intuito de que suas habilidades sejam desenvolvidas na coletividade; 70% das vagas são destinadas aos demais músicos-alunos pré-avaliados de outras instituições musicais, ONGs, projetos culturais, escolas de música, conservatórios e estudo de música de forma privada; e as demais, 10%, são de alunos-músicos suplentes, que atuam como estagiários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *